top of page

Benefícios Físicos, Mentais e Emocionais de se tornar Mindful

Atualizado: 2 de ago. de 2021


Darei exemplos práticos de minha própria experiência para que possa compreender em que medida a prática de Mindfulness pode trazer benefícios.


Estar plenamente atenta coloca-me um passo à frente da maioria das pessoas que me rodeiam. Não porque adquiri super poderes, mas porque estou mais presente e focada no que está a acontecer aqui e agora. Não estou constantemente ocupada com telemóvel, ou com as notícias, ou mesmo preocupada ou irritada com um evento relacionado com o passado, presente ou futuro. Por compreender o impacto que eventos, ambientes ou pessoas podem ter no meu estado físico e mental, escolho treinar a minha mente e viver de de forma mindful, evitando expor-me ou causar eventos desagradáveis. as experiências eu escolho treinar minha mente e estar muito atento ao que eu me exponho - sejam pessoas, ambientes ou eventos - eu sei o efeito que isso tem no nível do corpo e da mente.


Através da prática de mindfulness entrará em contacto com um entendimento crucial da forma como pensamentos, sensações e emoções se comportam e qual o seu verdadeiro impacto na sua vida. Este entendimento permite que se liberte de crenças limitadoras que em consequência o libertam de padrões de comportamento menos benéficos e respostas automáticas. Em certo modo tornamo-nos peritos em nós próprios!


A nível físico aumentou a minha consciência corporal, tornando me mais atenta a sensações. Ao ponto de me ser possível distinguir uma sensação "normal" de uma sensação especifica que persiste ao longo do tempo numa determinada parte do corpo, que por exemplo me permitiu detectar uma inflamação num dente numa fase muito inicial e prevenir a sua evolução.


Quando treinamos a atenção momento a momento, e observamos o que nos rodeia, aprendemos a abraçar e aprender com cada experiência tal qual ela se apresenta, seja ela agradável ou desagradável. Abraçamos e aprendemos com cada experiência com o entendimento de que cada experiência é transitória e que eventualmente passará. Com o entendimento de que se alguma acção for necessária ela deverá ser tomada de forma mindful.


A prática de mindfulness permitiu-me em várias ocasiões superar episódios de doença de forma proactiva, positiva e paciente, como dor articular que permaneceu por meses sem motivo aparente, um episódio de vertigo que alterou realidade de uma forma em que cada tarefa simples ficou dificultada, ou simples gripe que sendo algo de menor relevância pode causar bastante desconforto a nível físico e impedir que as tão esperadas férias se realizem.

No caso de doenças que se prolongam no tempo, impedindo-nos de retomar o nosso dia a dia com a esperada vitalidade, o fato de a prática de mindfulness não estar presente pode contribuir para o agravamento da já desagradável experiência ao acrescentar estados como ansiedade, depressão ou frustração.


A prática de mindfulness permite que o corpo se mantenha num estado mais relaxado, sendo que cada meditação contribui para a redução do stress através da libertação de tensão ao nível do corpo.

A nível mental, os benefícios são vários! Com a prática continua adquiri uma mente mais calma, mais silenciosa, sem estar constantemente de pensamentos negativos, muito menos ocupada com pensamentos relativamente a eventos que aconteceram no passado, ou todos os possíveis dramas que podem ocorrer no futuro.


Porque a qualidade da minha atenção é melhor, tenho maior capacidade de estar concentrada na tarefa que estou a realizar, começar e acabar como melhor eficiência, sem ter de estar a repetir e corrigir erros constantemente, ou a distrair-me como que se passa à minha volta.

Com algumas práticas específicas noto que a sensação de felicidade e o nível de criatividade aumentam. No geral sou mais positiva relativamente ao que me rodeia aqui e agora, e ao futuro. Claro que os pensamentos positivos também surgem aqui e ali. O que mudou foi a forma como me relaciono com os pensamentos, sendo capaz de reconhecer quando surgem e dar-lhes ou não atenção, dar-lhes ou não importância.


Durmo melhor, e se por algum motivo a mente se encontra mais agitada pratico a meditação de Atenção à Respiração que rapidamente ajuda a que o fluxo de pensamentos diminua permitindo que o corpo relaxe, naturalmente induzindo o sono.


No que se refere a emoções, na realidade não me lembro da ultima vez que me senti deprimida ou extremamente perturbada com alguma emoção a partir do momento em que dediquei à prática continua de mindfulness! Com a realização do programa MBSR adquiri o entendimento do que são as emoções, de que forma se comportam e que impacto é que cada uma tem, o que me permite gerir as emoções de uma forma mais eficaz. Quando falo em eficácia não me refiro a ignorar ou reprimir emoções, mas a permitir que elas estejam aqui sem a necessidade de as exteriorizar de forma descontrolada ou ter de encontrar um culpado. Lidar com as emoções desta forma teve impacto directo na relação com os outros, tanto a nível familiar como a nível profissional. Tornei-me menos reactiva, menos impulsiva, mais compreensiva e aberta ao que me rodeia.


Desde que aprendi a gerir as emoções de forma mindful também notei diferenças nos processos de decisão, permitindo que emoções como o medo ou raiva baixem a sua intensidade e só depois tomar a acção necessária, prevenindo situações em que me arrependo mais tarde do que disse ou fiz.




Comments


bottom of page